Estiagem continua e Defesa Civil segue dando assistência para comunidades impactadas

Semana iniciou com o nível do rio na marca de 2,36 metros

Texto: Renata Beccária Foto: Leandro Morais
Publicada em 21 de novembro de 2023 às 15:28

Na última entrega, as comunidades de Papagaio e Boa Vitória receberam 650 fardos de águaNa última entrega, as comunidades de Papagaio e Boa Vitória receberam 650 fardos de água

O nível do rio Madeira continua muito abaixo do esperado para esta época do ano. A semana iniciou com a marca de 2,36 metros, enquanto no mesmo período do ano passado, o nível era de 8 metros. Com isso, a Prefeitura de Porto Velho, por meio da Coordenadoria Municipal de Proteção e Defesa Civil (Compdec), continua levando atendimento às famílias ribeirinhas impactadas pela seca histórica.

Como suporte às comunidades atingidas estão sendo distribuídas água mineral e hipoclorito de sódio para a descontaminação da água dos poços amazônicos e semi-artesianos, deixando apropriada para o consumo. A entrega mais recente aconteceu nas comunidades de Papagaio e Boa Vitória, na região do baixo Madeira, onde foram distribuídos 650 fardos de água.

A navegação noturna continua proibida, e a diurna liberada apenas com pouca carga A navegação noturna continua proibida, e a diurna liberada apenas com pouca carga

De acordo com o coordenador da Compdec, Elias Ribeiro de Barros, já foram atendidas as comunidades de São Miguel, Silveira, Mutuns, Bom Jardim, Curucacas, Santa Catarina, Pombal, São José e Terra Firme, além de escolas localizadas nessas áreas. O trabalho desenvolvido pela Defesa Civil Municipal está amparado pelo Decreto 19.458, de 18 de outubro de 2023, assinado pelo prefeito Hildon Chaves, que garante assistência às famílias ribeirinhas neste momento crítico.

Segundo o gerente de Operações da Defesa, Anderson Luiz, o monitoramento das regiões impactadas deve continuar até que a situação cesse, sendo que estão previstas chuvas apenas a partir da segunda quinzena de dezembro. Com a situação, a navegação ainda está proibida no período noturno, enquanto no período diurno está liberada, desde que as cargas transportadas sejam baixas.

Envie seu Comentário

 

Comentários

    Seja o primeiro a comentar

Envie Comentários utilizando sua conta do Facebook