Mais de 140 reeducandos de Rondônia são aprovados na 10ª edição do Enem para Pessoas Privadas de Liberdade

Em 2019, 11 apenados conseguiram bolsas de estudos em universidades de ensino superior de Porto Velho

Marina Espíndola Fotos: Daiane Mendonça e Taiana Mendonça Secom - Governo de Rondônia
Publicada em 16 de abril de 2021 às 12:09
Mais de 140 reeducandos de Rondônia são aprovados na 10ª edição do Enem para Pessoas Privadas de Liberdade

700 reeducandos se inscreveram no Enem PPL, 145 foram aprovados, 83 no interior e 62 em penitenciárias da capital

O Governo de Rondônia, por meio da Secretaria de Estado da Justiça (Sejus), tem dado atenção especial a ressocialização, fornecendo incentivos para isto. Nos dias 23 e 24 de fevereiro de 2021, os reeducandos participaram da 10º Edição do Enem para Pessoas Privadas de Liberdade (PPL), correspondente ao ano de 2020.

Em Rondônia, o Enem PPL foi aplicado em 30 unidades prisionais, obtendo uma média de 700 inscritos. No total, 145 foram aprovados, contabilizando 83 no interior e 62 em penitenciárias da capital. A pontuação mais alta entre os detentos foi de um recluso do Presidio Aruana (capital), que obteve 660 pontos na redação e 647.4 na nota geral.

O gerente de reinserção social da Sejus, Fábio Recalde, diz que além de testar o conhecimento dos internos, a prova cria a possibilidades de ingresso dos apenados em universidades. “O ensino superior dentro das penitenciárias ainda não é uma realidade nacional, mas o Estado de Rondônia através da Sejus não está medindo esforços para alcançar este objetivo. O fomento à educação básica e ao ensino superior está inserido dentro do plano estratégico do Governo”, afirma.

O Enem PPL avalia o desempenho do recluso e a partir de critérios utilizados pelo Ministério da Educação (MEC), permite o acesso ao ensino superior por meio de programas como Sisu, Prouni e Fies. Além disso, contribui para elevar a escolaridade da população prisional brasileira.“Todos os aprovados que têm interesse em concorrer a uma vaga são inscritos. Este ano o foco será na Universidade Federal de Rondônia (Unir) e no Sisu. É o que faremos agora com estes 145 aprovados”, garante o gerente de reinserção.

Em 2019, 11 apenados conseguiram bolsas de estudos em universidades de ensino superior de Porto Velho. “Um deles já é mestre, e começou os estudos dentro da unidade fazendo o Enem PPL. Este ano, a Sejus planeja implantar  um aulão específico para esta ´prova”, finalizou Fábio.

Confira a quantidade de aprovados:

PORTO VELHO – 62
Dr. José Mário Alves da Silva- Urso Branco – 1
Penitenciaria Estadual feminina Suely Maria Mendonça – 8
Centro de ressocialização Vale do Guaporé – 16
Penitenciária de Médio Porte – 3
Penitenciaria Aruana – 16
Penitenciária Estadual Jorge Thiago Aguiar Afonso (603) –  9
Penitenciária Estadual Milton Soares de Carvalho (470) – 6
Penitenciária Estadual Edvan Mariano Rosendo (Panda) –  3
INTERIOR – 83
Cadeia pública de alta floresta do oeste – 2
Cadeia pública de colorado do oeste – 3
Casa de detenção de Ariquemes – 3
Casa de detenção de São Miguel do Guaporé – 2
Casa de detenção de Jaru – 5
Casa de detenção de Alvorada – 5
Casa de detenção de São Francisco – 5
Casa de detenção de Rolim de Moura – 2
Casa de detenção de Costa Marques – 2
Casa de detenção de Machadinho do Oeste – 2
Casa de detenção de Presidente Médici – 2
Penitenciária regional Agenor Martins de Carvalho – 12
Casa de detenção de Pimenta Bueno – 5
Centro de ressocialização Cone Sul – 5
Casa de detenção de Guajará-Mirim – 3
Penitenciária regional de Nova Mamoré – 1
Casa de detenção de Cacoal – 16
Unidade Prisional, Semiaberto e Presídio Feminino de Ariquemes – 2
Colônia Penal e Presídio feminino de Vilhena – 2
Casa de prisão semiaberto de Rolim de Moura – 1
Penitenciária regional de Rolim de Moura – 3
TOTAL – 145

Envie seu Comentário

 

Comentários

    Seja o primeiro a comentar

Envie Comentários utilizando sua conta do Facebook