Morador aciona a polícia e denuncia funcionários de loja de departamentos por discriminação racial

Vítima tem 39 anos, é negra e mora no bairro 5º BEC

Da redação/ Folha do Sul
Publicada em 29 de junho de 2020 às 20:34
Morador aciona a polícia e denuncia funcionários de loja de departamentos por discriminação racial

Na noite de ontem, um homem de 39 anos, morador do bairro 5º BEC, em Vilhena, registrou queixa na Polícia Civil contra funcionários da loja de departamentos Havan, acusando-os de racismo, preconceito e discriminação.
 
Ao registrar a ocorrência, o denunciante, que é negro, disse que havia ido à loja escolher roupas para presentear o pai. Quando estava olhando as peças, o cliente disse ter percebido que os empregados do estabelecimento, que tem câmeras de monitoramento, estariam lhe vigiando.
 
Depois de separar e pagar as roupas, o autor da denúncia estava de saída, quando percebeu que continuava sendo vigiado e resolveu questionar a atitude dos funcionários. Um deles teria dito que quando o homem esteve na Havan, em outras ocasiões, ocorreram “problemas”, sem especificar do que se tratava.
 
Na queixa, o denunciante disse os funcionários teriam lhe monitorado por causa da cor de sua pele. Relatou também que se sentiu constrangido com a desconfiança dos denunciados de que ele estaria querendo furtar alguma coisa na loja. Por isso, registrou o BO por discriminação racial.

Envie seu Comentário

 

Comentários

    Seja o primeiro a comentar

Envie Comentários utilizando sua conta do Facebook