Mulheres de militares fecham o 1º Batalhão da PM na capital

Não está descartada uma paralisação da Polícia Militar em todo o Estado, diz líder do movimento

Tudorondonia
Publicada em 10 de junho de 2021 às 22:17
Mulheres de militares fecham o 1º Batalhão da PM na capital

Lideradas pela advogada e ex-vereadora Ada Danta Boabaid, mulheres de policiais militares fecharam, na noite desta quinta-feira, a entrada e a saída do 1º Batalhão da PM na capital em protesto contra o governador Marcos Rocha (PSL), que descumpriu compromisso com a categoria.

Segundo Ada Dantas, as mulheres permanecerão acampadas na frente do Batalhão até esta sexta-feira, quando, às 16 horas, acontecerá uma assembleia para deliberar sobre as medidas que as manifestantes vão adotar de agora em diante.

Ada, mulher do ex-deputado estadual Jesuíno Boabaid, chamou o governador Marcos Rocha de mentiroso por ele descumprir compromissos com os militares e disse não estar descartado um movimento paredista, com o bloqueio de entradas e saídas de quartéis da Polícia Militar em todo o Estado.

Em Porto Velho, as mulheres dos militares pretendem passar a noite acampadas na frente do batalhão até a assembleia das 16 horas desta sexta. 

Envie seu Comentário

 

Comentários

  • 1
    image
    cristiano 10/06/2021

    Está se instalando o início de um sistema sem ordem, sem garantias a população, criar o pânico através da força policial. Esses são tempos que o trabalhador atravessa com dificuldades de se manter no mercado e a gente vê crescer o privilégio daqueles que tem estabilidade. O que se pode esperar das forças policias é o cumprimento de suas obrigações de proteger o cidadão. Esse desgoverno que se instalou em Brasília quer o caos.

Envie Comentários utilizando sua conta do Facebook