No Fantástico, Duda Reis chora e reafirma que Nego do Borel a estuprava: 'eu não tinha consciência'

Já há muitas semanas, Duda Reis acusa Nego de mantê-la em um relacionamento abusivo

Brasil 247
Publicada em 18 de janeiro de 2021 às 17:50
No Fantástico, Duda Reis chora e reafirma que Nego do Borel a estuprava: 'eu não tinha consciência'

Foi ao ar neste domingo (17) uma entrevista da atriz e influenciadora Duda Reis ao Fantástico, da Rede Globo. Na conversa, Duda contou sobre o relacionamento que teve com o cantor Nego do Borel, seu ex-noivo.

Já há muitas semanas, Duda Reis acusa Nego de mantê-la em um relacionamento abusivo. A mais grave denúncia até o momento foi a de que o cantor estuprava a moça. Duda contou que o artista se aproveitava dela quando ela estava dopada com remédios para depressão, síndrome do pânico, bulimia e anorexia. "Tem até um vídeo que saiu na internet, que eu tô bem dopada. O que acontecia quando eu estava dopada, é que ele vinha ter relação comigo, sexual, e eu aceitava… Eu não tinha consciência".

"Às vezes a gente acha que estupro é a pessoa te pegar, sair te arrastando, pegar uma pessoa desconhecida na rua, mas não. O não é não, e quando eu tive essa consciência eu fiquei muito mal, como eu passei e me submeti a muita coisa e quieta. Isso que é pior", complementou.

Também ao Fantástico, Nego do Borel negou as acusações. "Não houve sexo sem o consentimento dela. Isso que ela está falando é mentira. Não sei porque ela está falando isso. Não sei porque ela está inventando isso".

A influenciadora ainda relatou um episódio de ciúme de Nego quando o cantor a confrontou com uma faca. "Depois do carnaval, quando eu fui pra Sapucaí sozinha, ele não reagiu bem, teve muito ciúme, queria que eu fosse embora logo, pedia para as pessoas ficarem me espionando. Quando eu cheguei lá, ele estava me esperando. Ele estava na cozinha, segurando uma faca. Ele estava muito fora de si e eu fiquei com muito medo neste dia".

"As agressões eram constantes, principalmente as verbais. ‘Vai tomar naquele lugar, vai se….., vagabu…’. Era confuso, ao mesmo tempo que ele gostava de mim, da minha pessoa magra, ele criticava. Ele falava: ‘Nossa, olha aquela mulher, que corpão, que não sei o quê’ e eu me sentia muito mal. Era uma violência muito silenciosa pra mim, mexia muito com minha autoestima", disse.

Nego do Borel negou mais uma vez. "Não diminuía ela como mulher. Sempre fui amigo da Duda. Eu sempre falava pra ela: ‘Amor, olha só, você é linda, você é bonita'".

"A primeira agressão que eu lembro muito, é no aniversário dele, ele veio pra cima de mim e me jogou em cima de várias cadeiras. Ele vinha em cima de mim, ele quebrava as coisas na casa, quando ele ficava nervoso ele falava: ‘Eu tô quebrando, pra não quebrar você’. Teve um episódio que ele conseguiu quebrar uma porta no meio dando cabeçada, pra não me quebrar", falou ainda a jovem.

O cantor contou outra versão: "não, eu não empurrei ela. A gente discutiu, ela gritou comigo, eu gritei com ela de igual pra igual, como um casal, por causa de um ciúme que eu tive“. Sobre quebrar objetos da casa, ele também negou. “Mentira também. Aconteceu de uma vez, a gente estava no quarto e eu não sei o motivo da nossa discussão, que eu levantei e falei: ‘Caraca, cara’ e o videogame escapou da minha mão e quebrou a televisão. Eu não vou quebrar minha televisão, cara pra caramba, por causa de uma discussão. Aconteceu, não foi porque eu peguei pra jogar nela".

Envie seu Comentário

 

Comentários

    Seja o primeiro a comentar

Envie Comentários utilizando sua conta do Facebook