PM e SESDEC afirmam a Anderson Pereira que atuam apenas em ações típicas criminais envolvendo consumidor e Energisa

Segundo o parlamentar a informação esclarece denúncias de que a polícia não acompanhava as ações quando solicitada

Assessoria
Publicada em 06 de dezembro de 2019 às 15:45
PM e SESDEC afirmam a Anderson Pereira que atuam apenas em ações típicas criminais envolvendo consumidor e Energisa

O Comando da Polícia Militar e Secretaria de Estado Segurança Defesa e Cidadania (SESDEC), informou por meio de oficio ao deputado Anderson Pereira (Pros), presidente da Comissão de Segurança Publica da ALE-RO, que as medidas solicitadas pelo parlamentar em acompanhar ações abusivas por parte de equipes de colaboradores da Energisa/Ceron estão sendo devidamente cumpridas. As guarnições policiais acompanham in loco a partir do momento que houver algum indicio criminal praticado pelas partes envolvidas. 

Durante o atendimento cabe a guarnição acionada verificar a existência ou não de fato típico, caso ocorra, adotar as medidas cabíveis que a lei determina como partindo de abertura de boletim de ocorrência (BO), até condução em flagrante a Central de Polícia. O comando da PM alerta que instituição não pode ser acionada como instrumento de persuasão ou coação por parte dos envolvidos, pois na maioria das vezes trata-se de relação consumidor/fornecedor não sendo de competência a atuação policial. 

Para o parlamentar a medida solicitada serve para dar segurança a ambas as partes, consumidor e trabalhadores da fornecedora, pois o descontentamento por parte da população em seu total com o serviço prestado pela Energisa é muito grande, sendo que em muitos casos um simples atendimento já resultou em ocorrência policial. 

Segundo o parlamentar a informação esclarece denúncias de que a polícia não acompanhava as ações quando solicitada. 

Anderson Pereira vem acompanhando inúmeras denúncias envolvendo a prestadora de serviço no Estado e na última participou de uma audiência pública na Câmara Federal em Brasília, de autoria do deputado federal Lúcio Mosquini (MDB), e na ocasião cobrou atitude por parte da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), para conter atitudes da Energisa, que nos últimos meses vem contrariando o consumidor. 

O deputado aproveitou para agradecer a atenção do Comando da PM e da SESDEC em atender a população no que tange o cumprimento das leis estaduais, federais. 

Envie seu Comentário

 

Comentários

  • 1
    image
    GUSTAVO OLIVEIRA 06/12/2019

    A policia militar deveria abster-se de acompanhar uma empresa particular. Ela deveria estar atras de basndidos na rua e não de consumidores em casa. Que a operadora apresente queixa, faça boletim de ocorrencia e não levar policia à tira colo.

Envie Comentários utilizando sua conta do Facebook