Sintero discute reforma da previdência em Ouro Preto em ato promovido pelo sindicato, movimentos sociais e Via Campesina

Os palestrantes Claudinei Lucio S. dos Santos e Denyvaldo dos Santos Pais Junior, durante suas explanações, comentaram detalhes da proposta de Reforma que prejudicam os trabalhadores.

Adércio Dias
Publicada em 21 de fevereiro de 2019 às 01:17
Sintero discute reforma da previdência em Ouro Preto em ato promovido pelo sindicato, movimentos sociais e Via Campesina

 Lionilda Simão, presidente do Sintero

Sintero sediou nesta quarta-feira (20/02) em Ouro Preto D’Oeste um ato promovido pelo sindicato, movimentos sociais e Via Campesina para debater a nova proposta de Reforma da Previdência, apresentada ao Congresso Nacional. Para discutir o assunto com os trabalhadores em educação, o sindicato convidou o representante do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra, Frente Brasil Popular e Via Campesina, Claudinei Lucio S. dos Santos, e o advogado especialista em Direito Previdenciário Denyvaldo dos Santos Pais Junior.

Inicialmente a presidente do Sintero, Lionilda Simão, agradeceu pela presença de todos e comentou as dificuldades que serão enfrentadas pelos trabalhadores, caso essa proposta seja efetivada, por conta da possível retirada de direitos. Por isso, a presidente ressaltou a necessidade de se debater sobre o tema e levar os esclarecimentos à classe.

Aproveitando o seu pronunciamento, Lionilda Simão falou sobre as declarações polêmicas da Ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos, Damares Alves, que recentemente espalhou inverdades em relação à aplicação de conteúdo sexual a crianças de 8 anos de idade.

Na oportunidade, Lionilda Simão convidou todos os filiados para participarem do lançamento do Festival de Música do Sintero, Femusint, que faz parte do conjunto de atividades que serão desenvolvidas em comemoração aos 30 anos do Sintero.

Os palestrantes Claudinei Lucio S. dos Santos e Denyvaldo dos Santos Pais Junior, durante suas explanações, comentaram detalhes da proposta de Reforma que prejudicam os trabalhadores.

O Secretário de Aposentados e Assuntos Previdenciários do Sintero, Nereu Jose Klosinski, fez pronunciamento destacando alguns pontos da Reforma, como o tempo mínimo de contribuição dos professores, regra de transição e mudança na alíquota de contribuição.

Para finalizar, houve um momento para que os filiados pudessem fazer seus comentários e tirar dúvidas sobre o tema.

Envie seu Comentário

 

Comentários

    Seja o primeiro a comentar

Envie Comentários utilizando sua conta do Facebook