Travesti de 44 anos é baleado e morre em hospital; autor do crime está sendo procurado

Profissional do sexo adotava o nome de “Mônica”

Da redação/Folha do Sul
Publicada em 26 de novembro de 2019 às 15:23
Travesti de 44 anos é baleado e morre em hospital; autor do crime está sendo procurado

Mais um homicídio foi registrado em Vilhena no ano de 2019. O crime, que aconteceu na madrugada desta terça-feira, 26, teve como vítima Wesley Coelho de Almeida, de 44 anos.
 
Quando a Polícia Militar chegou ao local, após ser acionada por populares que ouviram os gritos de socorro, encontraram a vítima caída ao chão, com parte das roupas tiradas, e um tiro do lado esquerdo da região torácica.
 
Para os policiais, Wesley contou que é conhecido como “Mônica” e faz programas no local onde foi encontrado: o pátio de uma borracharia na avenida Antonio Quintino Gomes, no bairro Bodanese.
 
De acordo com seu relato, durante a madrugada um homem que estava de chapéu, a bordo de um Fiorino branco, se aproximou e disparou em sua direção. A vítima fugiu para não receber mais tiros, e caiu no pátio da borracharia onde a guarnição lhe encontrou.
 
O Corpo de Bombeiros foi acionado e levou Wesley em estado grave ao Hospital Regional de Vilhena, mas, ao dar entrada no pronto-socorro, ele teve uma parada cardíaca e precisou ir para o centro cirúrgico. Mais tarde, faleceu por não resistir aos ferimentos.
 
O caso está registrado e deve ser investigado pela Delegacia de Homicídios de Vilhena.

Envie seu Comentário

 

Comentários

    Seja o primeiro a comentar

Envie Comentários utilizando sua conta do Facebook