Em agenda no interior, Marcos Rogério defende um novo conceito de governo

Além de receber as demandas locais para subsidiar seu plano de governo, Marcos Rogério também está acompanhando as obras que estão sendo executadas nos Municípios com recursos viabilizados por seu mandato

Assessoria/Parlamentar
Publicada em 24 de junho de 2022 às 16:40
Em agenda no interior, Marcos Rogério defende um novo conceito de governo

Pré-candidato ao Governo de Rondônia, o senador Marcos Rogério (PL-RO) mantém intensa agenda no interior. Já foram percorridos 24 Municípios e cinco distritos. Até o próximo domingo, a expectativa é de que 26 Municípios sejam visitados. Além de receber as demandas locais para subsidiar seu plano de governo, Marcos Rogério também está acompanhando as obras que estão sendo executadas nos Municípios com recursos viabilizados por seu mandato. 

O senador destacou o fato de o governo estadual passar mais de três anos sem a realização um programa efetivo para o desenvolvimento de Rondônia. Falando da morosidade das ações da administração estadual, disse que pretende inaugurar um novo conceito de governo, que chamou de “Tchau Preguiça”. 

"Quero inaugurar um novo programa de governo: o Tchau, Preguiça. O que temos visto nos últimos anos é muita preguiça: preguiça de regionalizar a saúde, preguiça de construir hospitais, como o de Ariquemes.  O dinheiro que estava na conta foi devolvido ao governo federal porque não houve interesse do governo de construir o hospital.  Preguiça de fazer estrada. Há quanto tempo não temos asfalto novo para interligação das regiões do Estado?", questionou. 

Na visão do senador, é preciso trabalhar de forma estruturante, sobretudo na descentralização da saúde. "Não podemos concentrar todas as ações em Porto Velho. Precisamos de um modelo que contemple as principais regiões, para que a população não precise viajar o Estado inteiro em busca de atendimento", salientou. 

Nesta sexta-feira (24/06) o senador cumpre agenda em Ouro Preto, Urupá e Vale do Paraíso.

Envie seu Comentário

 

Comentários

  • 1
    image
    Gilson Soares 25/06/2022

    Nesta questão da saúde este está coberto de razão. É um verdadeiro absurdo o que se faz a décadas em Rondônia com os doentes. O indivíduo tem uma dor de barriga é colocado em uma ambulância e enviado à Porto Velho, correndo o risco de morrer na BR não pela enfermidade e sim de acidente.

Envie Comentários utilizando sua conta do Facebook