TPS 2021: pré-inscritos poderão inspecionar códigos-fonte a partir de segunda (11)

Participantes também terão acesso a informações sobre segurança e auditabilidade da urna eletrônica durante evento na sede do TSE

TSE
Publicada em 08 de outubro de 2021 às 14:47
TPS 2021: pré-inscritos poderão inspecionar códigos-fonte a partir de segunda (11)

A partir das 9h30 da próxima segunda-feira (11), os participantes pré-inscritos na edição de 2021 do Teste Público de Segurança (TPS) do Sistema Eletrônico de Votação podem realizar a inspeção dos códigos-fonte dos sistemas eleitorais. Este ano, o TPS, que será realizado de 22 a 26 de novembro, conta com uma lista de 39 investigadores inscritos.

Os participantes terão um espaço preparado para o trabalho, na sede do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), em Brasília. Pela primeira vez, investigadores que moram fora de Brasília terão passagens e diárias custeadas pelo Tribunal nesta fase do teste, que se estende até o dia 22 de outubro, conforme previsto no edital do evento. Além de visitar a área onde está exposto o código-fonte, eles poderão conferir apresentações sobre o sistema eletrônico de votação que serão realizadas por integrantes da Secretaria de Tecnologia da Informação do TSE, no auditório da Corte.

O assessor de Gestão Eleitoral do TSE, Thiago Fini, que integra a equipe da Justiça Eleitoral responsável pelas ações do TPS, lembra que a análise dos códigos-fonte, antecipando os trabalhos efetivos do Teste, inaugura a sequência de procedimentos vinculados às Eleições 2022.

“Essa parte é fundamental, sendo um primeiro passo do Teste, em que os pré-inscritos conhecem previamente os códigos-fonte dos sistemas eleitorais, para que possam elaborar seus planos de ataques, que serão avaliados e poderão ser selecionados para compor o TPS 2021. Além disso, é o momento em que várias informações relacionadas ao sistema de votação são colocadas para auxiliar o trabalho daqueles que vão participar do Teste”, destaca.

Código aberto até 2022

O chefe da Seção de Voto Informatizado (Sevin) do TSE, Rodrigo Coimbra, ressalta a importância da ação, que credencia os investigadores para participação no teste.

“Antes do começo dos trabalhos do TPS, que se inicia efetivamente em novembro, os investigadores só poderão analisar os códigos-fonte nesse período preestabelecido. Além disso, após a participação efetiva no TPS, o investigador também se credencia automaticamente para reexaminar o código depois, se assim desejar, até a lacração do sistema, que se finaliza em agosto de 2022”, informa.

Confira o cronograma de trabalhos do TPS 2021.

Prazo

No TPS 2021, o prazo dedicado à inspeção dos códigos-fonte passou de uma semana para duas, a pedido dos investigadores que participaram de edições anteriores e da Comissão Reguladora do evento. Especialistas e não especialistas de fora da Justiça Eleitoral que participarão do Teste devem assinar um termo de responsabilidade para ter acesso aos programas, de acordo com o edital do TPS.

Além dessas duas semanas de acesso direto, durante a semana do TPS, em novembro, o código-fonte permanecerá à disposição dos investigadores.

Acesso à imprensa

Os profissionais de comunicação interessados em cobrir presencialmente o evento devem se cadastrar até as 10h deste sábado (9). Para isso, devem encaminhar nome completo, nome do veículo, número da identidade e telefone celular para o e-mail [email protected].

Em virtude da pandemia de Covid-19, haverá limite de dois profissionais por emissora de TV, um por emissora de rádio e dois por veículo de mídia digital, agência de notícias e mídia impressa.  

Na ocasião, os técnicos do TSE vão tirar dúvidas dos jornalistas sobre essa primeira fase do TPS. Além disso, os investigadores presentes, caso concordem, também poderão conceder entrevistas durante a programação.

Envie seu Comentário

 

Comentários

    Seja o primeiro a comentar

Envie Comentários utilizando sua conta do Facebook